Domingo, 19 de Novembro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Ativistas alegam que cantor russo foi torturado e morto em campo de concentração

24/10/2017:

 

Ativistas LGBT alegam que o cantor russo Zelimkhan Bakaev terá sido assassinado num campo de concentração localizado na Chechénia. Autoridades russas negam acusações.

 

O cantor russo Zelimkhan Bakaev terá sido preso, torturado e morto em setembro num campo de concentração na República da Chechénia — um território que pertence à Federação Russa e que é conhecido por perseguir homossexuais. O caso está a correr os media um pouco por todo o mundo, mas a denúncia foi feita por ativistas e organizações de defesa da comunidade LGBT — Lésbicas Gays Bisexuais e Transexuais.

 

Bakaev, de 26 anos, foi visto pela última vez a 8 de agosto, em Grozny (a capital da Chechénia), quando se dirigia para aquela região russa como convidado do casamento da sua irmã. Segundo ativistas LGBT russos, o cantor pode ter sido levado para um dos campos de concentração que, alegadamente, estarão a funcionar em segredo naquele país.

A família não conseguiu obter respostas das autoridades, mas um mês depois do desaparecimento, os media russos alegam que Bakaev está na Alemanha. Isto porque este aparecerá supostamente em vários vídeos onde assume gostar muito de estar na Alemanha. O vídeo foi, no entanto, apontado como falso porque o quarto onde foi gravado tinha vários símbolos típicos russos, tal como também aparecia uma bebida energética que não é vendida na Alemanha, como refere a rádio Free Europe.

As autoridades da Chechénia negam, ainda assim, ter qualquer conhecimento do paradeiro de Bakaev e insistem na teoria de que o cantor simplesmente abandonou o país.

Segundo o El Español, Bakaev pode ter sido uma das mais de 100 vítimas da repressão anti-homossexual na Chechénia, acusam alguns ativistas internacionais dos direitos humanos.

Zelimkhan Bakaev era conhecido por ser um cantor russo ainda em ascensão. O jovem de 26 anos já tinha lançado, inclusivamente, alguns singles no mercado discográfico russo. Antes disso, o jovem cantor tornou-se conhecido por ter participado num concurso de talentos russo.

 

 

 

 

http://observador.pt/2017/10/23/ativistas-alegam-que-cantor-russo-foi-torturado-e-morto-em-campo-de-concentracao-anti-gay-na-chechenia/

 

 

Comente esta matéria
Título: Ativistas alegam que cantor russo foi torturado e morto em campo de concentração
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.