Sexta-feira, 28 de Abril de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
Vizinhança faz recepção emocionante para casal gay que foi vítima de preconceito
Casamentos só sobem por causa das uniões gay
Novo filme de Paul Verhoeven será sobre freira lésbica
Livro: A dor me enfeita a face
PCP e Chechénia: “Good Bye Lenin!”

'Cura gay' gera troca de acusações na Alepe

20/04/2017:

 

Audiência pública sobre 'cura gay' exaltou os ânimos dos deputados

 

Cleiton Collins (PP) disse ter sofrido com intolerância religiosa durante debate sobre 'cura gay' na Alepe
Foto: Roberto Soares/Alepe
 
 

Uma audiência pública sobre a atuação de psicólogos quanto à orientação sexual dos pacientes causou polêmica na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Um projeto de lei do deputado federal pernambucano Pastor Eurico (PHS) busca sustar a resolução 01/99 do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que proíbe a atuação dos psicólogos nesse tema. A proposta ficou conhecida como "cura gay".

 

O tema uniu o líder do governo, Isaltino Nascimento (PSB), e o presidente da Comissão de Direitos Humanos, Edilson Silva (PSOL); mas desagradou parlamantares da bancada evangélica. Isaltino propôs, inclusive, um voto de protesto contra o texto. "Todos os profissionais regulamentados têm direitos e obrigações. O fundo dessa questão é a religião, e não a busca do convívio harmônico entre os cidadãos. Só que fomos eleitos para representar o povo brasileiro, e não uma fé", afirmou o socialista.

Um representante do Conselho Regional de Psicologia chamou atenção para a laicidade do Estado, ressaltando que no plenário da Alepe há apenas um crucifixo, afixado acima da Mesa Diretora.



'INTOLERÂNCIA RELIGIOSA'

Líder da bancada evangélica, o deputado Cleiton Collins (PP) disse que foi alvo de intolerância religiosa. E cobrou que uma nova audiência pública escute o Pastor Eurico. Também disse que dar liberdade a atuação dos psicólogos é importante porque "pessoas precisam de ajuda" e, ao afirmar que a orientação dos profissionais seria para casos isolados, ele disse que os psicólogos ajudariam "sujeitos com mente perturbadas".

 

O pronunciamento foi apoiado por outros deputados evangélicos. Ossésio Silva (PRB) cobrou que todos sejam respeitados. "O povo pernambucano que elegeu os evangélicos nos colocou como voz nesta Casa, e a gente não vai se calar", disse Adalto Santos (PSB).

 

 

 

http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/politica/pernambuco/noticia/2017/04/19/cura-gay-gera-troca-de-acusacoes-na-alepe-279230.php

 

 

 

Comente esta matéria
Título: 'Cura gay' gera troca de acusações na Alepe
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.