Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Rio lança campanha contra transfobia no serviço público

17/10/2016:

 

Cidade garante direito ao nome social em órgãos públicos, que muitas vezes não é respeitado

 

Lançada na quinta-feira, 13, uma campanha da prefeitura do Rio de Janeiro espalhará cartazes com imagens de pessoas trans por órgãos municipais. A intenção é lembrar do direito do uso do nome social reconhecido desde 2011 na cidade.

 

Jordhan Lessa, primeiro guarda municipal transexual da capital fluminense, é um dos que aparecerão nos pôsteres. Ao todo, participam nas imagens três homens trans e quatro mulheres trans.

Apesar do direito garantido, a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (Ceds) ainda recebe denúncias de que o nome escolhido por travestis e transexuais, de acordo com o gênero com que se identificam, não está sendo respeitado.

 

O coordenador da Ceds, Carlos Tufvesson, acredita que com a campanha será possível reforçar o esclarecimento aos servidores e garantir dignidade a pessoas trans. “Por pesquisas, sabemos que o desrespeito ao nome social afasta pessoas no sistema de saúde e na escola, por exemplo. São coisas com as quais o poder público não pode ter complacência”, afirmou.

 

 

http://paroutudo.com/2016/rio-lanca-campanha-contra-transfobia-no-servico-publico/

 

 

Comente esta matéria
Título: Rio lança campanha contra transfobia no serviço público
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.