Domingo, 22 de Outubro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
AccorHotels ativa rúgbi com treino aberto de time LGBT
Narcos: terceira temporada revela história de traficante gay
Roteiro gay por Paris
Finn e Poe vão se assumir gays em ‘Star Wars’? John Boyega responde!
Homossexualidade? "Asquerosa", diz ministro dos Direitos Humanos

Roteiro percorre espaços de sociabilidade e resistência LGBT de São Paulo

06/09/2016:

 

Curso do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc percorre locais significativos para o movimento LGBT na cidade.

 

Memória LGBT no Centro Novo de São Paulo é o nome do curso-roteiro que o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc realiza, a partir do dia 23 de setembro, que propõe percorrer espaços de sociabilidade e resistência LGBT do século XX na cidade de São Paulo.

 

A ideia do roteiro é pautar a discussão sobre invisibilidades, disputas e memorialização presentes na cidade, abordando o passado e suas conexões com a atualidade.

 

O curso é composto por cinco encontros e começa com uma aula no CPF Sesc, na qual será feita uma introdução e breve explicação a respeito do uso da cidade como espaço de trocas, de aprendizado e de prazer, abordando a trajetória do grupo LGBT em São Paulo. Na ocasião, será apresentada a dinâmica a ser realizada nos percursos, na qual cada participante receberá uma carta de identidade representando uma personagem importante.

 

Nos próximos três encontros serão apresentados os usos e ocupações dos espaços urbanos pela comunidade G, L e T, respectivamente, a partir da trajetória pessoal dessas personagens, buscando criar uma identificação maior do participante com as pessoas que construíram essas memórias na cidade. Entre os locais a serem visitados estão:  Ferro’s Bar (ponto de sociabilidade lésbica, onde nos anos 1980 aconteceu uma revolta que é considerada o stonewall  brasileiro); Conjunto Metrópole (local de paquera gay desde os anos de 1960); Praça Roosevelt (local de reunião da chamada “Parada GLBT zero”, em 1996); Museu da Diversidade (escolhido por estar sob o local onde Edson Neris foi morto em 2000, na República); Rua Major Sertório (ponto de sociabilidade de travestis).

 

Por fim, no último encontro acontece um debate com convidadas (os) representativas (os) da história e das lutas pela afirmação das comunidades em São Paulo, que falarão sobre suas histórias e sobre os espaços visitados nas aulas anteriores, as perspectivas, opiniões e memórias a respeito da luta LGBT na cidade de São Paulo. Esta aula será no CPF-Sesc.

 

Palestrantes:

Renato Cymbalista - Professor do Departamento de História da Arquitetura e Estética do Projeto da FAU-USP. Doutor pela FAU-USP com pós-doutorado pela UNICAMP. Coordenador do grupo de pesquisa "Lugares de Memória e Consciência" (USP-CNPq) e do Laboratório para Outros Urbanismos (FAU-USP). 

Beto de Jesus - um dos fundadores da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. Foi Secretário Geral do Instituto Edson Neris, um dos diretores da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas e Transgêneros - ABGLT, representante da América Latina da ILGA - International Lesbian and Gay Association. 

Marisa Fernandes - ativista lésbica há três décadas. Participou do grupo SOMOS, primeiro grupo de ativismo lésbico de São Paulo. Fundadora e militante do Coletivo de Feministas Lésbicas de São Paulo. Participou do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana - CONDEPE.  

Renata Perón - paraibana, tem 39 anos, mora em São Paulo há 12 anos. Presidente da CAIS (Associação Centro de Apoio em Inclusão Social de Travestis e Transexuais). Cantora de MPB, recepcionista e assistente social pela UNINOVE.  

Raul Lima Silva - coordenadora do Projeto Purpurina, de apoio a jovens GLBTT. Pesquisadora do grupo de pesquisa Lugares de Memória e Consciência (USP-CNPQ) e do SP Safari. Graduanda em Arquitetura e Urbanismo na FAUUSP. 

Karoline Andrade Barros  - pesquisadora do grupo de pesquisa Lugares de Memória e Consciência (USP-CNPQ) e do SP Safari, graduanda em Arquitetura e Urbanismo na FAUUSP, bolsista PIBIC 2013-2014. 

 Murilo Augusto Perdigão Martins - faz parte do grupo de pesquisa "Lugares de Memória e Consciência" (USP-CNPq) e do SP Safari. Formado em Design de Interiores pela ETEC Getúlio Vargas e estudante de Arquitetura e Urbanismo da USP.  

Amanda Vieirá  - pesquisadora do grupo de pesquisa Lugares de Memória e Consciência (USP-CNPQ) e do SP Safari bolsista FAPESP. Graduanda em Arquitetura e Urbanismo na FAUUSP.

 

 

Sobre o CPF-Sesc

Inaugurado em agosto de 2012, o Centro de Pesquisa e  Formação do Sesc é uma unidade do Sesc São Paulo voltada para a produção de conhecimento, formação e difusão e tem o objetivo de estimular ações  e desenvolver estudos nos campos cultural e socioeducativo.

Além do Curso Sesc de Gestão Cultural - que visa a qualificação para a gestão cultural de profissionais atuantes no campo das Artes, tanto de instituições públicas como privadas - a unidade proporciona o acesso à cultura de forma ampla, tematicamente, por meio de cursos, palestras, oficinas, bate-papos, debates e encontros nas diversas áreas que compreendem a ação da entidade, como artes plásticas e visuais, ciências sociais, comportamento contemporâneo e cotidiano, filosofia, história, literatura e artes cênicas.

 

Memória LGBT no Centro Novo de São Paulo

De 23 de setembro a 21 de outubro de 2016, sextas, das 14h30 às 17h. Recomendação etária: 16 anos. Número de vagas: 30.

R$ 50,00 (inteira); R$ 25,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública);  R$ 15,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).

Atividade com tradução em libras. Solicitação deve ser feita no ato da inscrição, com no mínimo dois dias de antecedência da atividade. Tradução em Libras disponível. Faça sua solicitação com no mínimo dois dias de antecedência da atividade através do e-mail centrodepesquisaeformacao@sescsp.org.br.

Informações e inscrições a partir de 25 de agosto pelo site (sescsp.org.br/cpf) ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.

 

 

 

 

 

Comente esta matéria
Título: Roteiro percorre espaços de sociabilidade e resistência LGBT de São Paulo
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.