Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Atirador se comunicou com a mulher durante ataque a boate gay, dizem investigado

17/06/2016:

 

Por volta das 4h de domingo, duas depois do início do ataque, Mateen mandou uma mensagem para a esposa 

Da Redação (redacao@correio24horas.com.br

O atirador Omar Mateen troucou mensagens com a sua mulher enquanto estava na boate gay Pulse, em Orlando, segundo investigadores citados pela CNN. O atentado, mais letal caso com uso de armas nos EUA, deixou 49 mortos no último domingo. Noor Salman, mulher do terrorista, é vista como possível cúmplice do crime. 

Por volta das 4h de domingo, duas depois do início do ataque, Mateen mandou uma mensagem para a esposa quando estava trancado em um banheiro com reféns. Ele perguntou se ela "havia visto as notícias". Ela teria respondido que o amava. Outros investigadores ouvidos contaram que Noor tentou ligar várias vezes para o atirador sem sucesso durante o atentado.

Noor pode ser acusada como cúmplice do crime. Investigadores desconfiam que ela sabia dos planos de ataque porque deu informações conflituosas sobre sua relação e sobre a possibilidade de que o marido pudesse cometer o atentado. Em outras ocasiões, Noor teria levado Mateen à boate Pulse e também o teria acompanhado a uma feira de armas.

Durante o ataque, Mateen postou mensagens de lealdade ao Estado Islâmico no Facebook. “Estados Unidos e Rússia, parem de bombardear o Estado Islâmico. Eu juro minha aliança ao (líder do Estado Islâmico) Abu Bakr al-Baghdadi”, escreveu Omar Mateen.

Filho de pais que imigraram do Afeganistão, mas nascido em Nova York, o atirador teria sofrido radicalização pela internet. “Os muçulmanos reais nunca aceitarão as maneiras sujas do Ocidente”, afirmou ele, para depois criticar os bombardeios americanos: “Você mata mulheres e crianças inocentes com os ataques aéreos americanos... agora prove a vingança do Estado Islâmico”.

Ainda durante o ataque, ele ligou para o serviço de emergência dos EUA prometendo lealdade ao Estado Islâmico e também teria comentado os bombardeios na Maratona de Boston.

 

http://www.correio24horas.com.br/detalhe/mundo/noticia/atirador-se-comunicou-com-a-mulher-durante-ataque-a-boate-gay-dizem-investigadores/?cHash=5717bc0bb0f242fbfed597650cb93bc0

 

 

 

 

Comente esta matéria
Título: Atirador se comunicou com a mulher durante ataque a boate gay, dizem investigado
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.