Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Merkel exige respeito a homossexuais na Alemanha

16/06/2016:

Maxim Zmeyev / Reuters

 

Homofobia: a líder ressaltou sua preocupação pela mudança de atitude dos alemães com o homossexualismo e que isso deve ser entendido como um sinal de alarme 

Da EFE

 

Berlim - A chanceler alemã, Angela Merkel, lembrou nesta quinta-feira que uma sociedade aberta e livre é caracterizada pelo respeito ao outro, "independentemente de como pense, de sua aparência ou de quem ame", e exigiu isso para os homossexuais, enquanto as pesquisas refletem uma homofobia crescente na Alemanha.

Em entrevista coletiva junto ao primeiro-ministro eslovaco, Robert Fico, Merkel reiterou sua contundente condenação ao recente ataque em Orlando (EUA) que, lembrou, tinha como claro alvo o coletivo de gays e lésbicas.

Neste contexto, a líder ressaltou sua "preocupação" pela pesquisa divulgada ontem pela Universidade de Leipzig (leste do país), que mostrou uma mudança de atitude dos alemães com o homossexualismo e que, segundo sua opinião, deve ser entendida como "um sinal de alarme".

Segundo esse estudo, 40% dos indagados veem como "asqueroso" que duas pessoas do mesmo sexo se beijem em público (contra 28% que opinaram assim em uma pesquisa similar de 2009) e quase 25% consideram que o homossexualismo é "imoral" (15,7 em 2009).

No total, 36% acham que não deveria ser permitido o casamento entre homens ou entre mulheres.

Merkel, que em reiteradas ocasiões mostrou rejeição a uma lei que autorize o casamento homossexual, advogou por uma sociedade "tolerante e livre" na qual não há grupos superiores a outros, mas pessoas que vivem segundo suas convicções.

A líder pediu que seja evitado "o ódio para o outro" e se mostrou convencida que a sociedade alemã suficientemente forte para enfrentar e superar "esse ódio opressivo". 

 

 

 

Tópicos: Alemanha, Europa, Países ricos, Angela Merkel, Personalidades, Políticos, Gays, Preconceitos, LGBT

 

 

Comente esta matéria
Título: Merkel exige respeito a homossexuais na Alemanha
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.