Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Pais recusam que filha seja 'adotada' por 'gays'

25/10/2013:

 

por Raquel Costa e Tiago Henriques / Dn.pt

 

Rui Neto e Ângelo Rodrigues dão vida a casal homossexual na novela da SIC Fotografia © DR
 

Produtora de novela da SIC teve que fazer novo casting para encontrar a criança que vai ser adotada pelas personagens interpretadas por Ângelo Rodrigues e Rui Neto.

 

Os pais da criança que tinha sido selecionada para ser adotada pelo casal gay de Sol de Inverno, ao saberem qual o papel que a filha ia desempenhar, recuaram e retiraram-na do elenco.

 

"Ficámos a saber, durante o tempo de ensaios, que quando disseram à mãe da criança que ia fazer de nossa filha e qual o papel, ela recusou", começa por contar Ângelo Rodrigues que, na novela da SIC, dá vida a Simão Teles de Aragão.

 

A produção da novela decidiu escolher uma segunda criança, que deverá começar a gravar na próxima semana. "Estamos ansiosos por começar a gravar com ela", confessa Rui Neto, ator que interpreta o florista Nuno Mendes. A eleita chama-se Ema Melo, tem 6 anos e vai estrear-se como atriz no papel de Camila.

 

Leia toda a história hoje na edição impressa.

 

 

Comente esta matéria
Título: Pais recusam que filha seja 'adotada' por 'gays'
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.