Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Lésbicas e solteiras são excluídas de reprodução assistida pública na Espanha

19/07/2013:

 

 

MADRI - Os tratamentos de reprodução assistida oferecidos pelos serviço público da Espanha serão vetados a casais de lésbicas e mulheres solteiras. O Ministério da Saúde enviou proposta às comunidades autônomas espanholas limitando o tratamento a casais formados por um homem e uma mulher e sempre que houver problemas de fertilidade.

 

O Ministério da Saúde assegura que por trás da proposta não há nenhuma motivação ideológica e que a medida foi tomada para "priorizar" os grupos que receberão o tratamento e serão considerados critérios terapêuticos e preventivos.

 

O regulamento atual prevê que a saúde pública financie a prestação do serviço apenas quando há um diagnóstico de infertilidade ou uma indicação clínica. É por esta via que algumas comunidades autônomas do país proporcionavam o tratamento a mulheres solteiras e lésbicas, que não eram estéreis mas não podiam gerar filho com suas parceiras.

 

Esses locais poderão continuar oferecendo o serviço a essas mulheres - fora dos critérios estabelecidos pela nova regra -, mas somente mediante comprovação de que tem orçamento suficiente. Algo que, com o cenário econômico atual, será muito difícil, de acordo com a imprensa local.

 

 

Comente esta matéria
Título: Lésbicas e solteiras são excluídas de reprodução assistida pública na Espanha
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.