Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

"Vamos fazer o mocinho e a mocinha", diz Anthony sobre gays

14/06/2013:

 

Do UOL, em São Paulo

 

Niko (Thiago Fragoso) e Eron (Marcello Antony) em cena da novela "Amor à Vida"

 

No ar como o casal gay Eron e Niko na novela das nove "Amor à Vida", os atores Marcello Anthony e Thiago Fragoso conversaram bastante sobre os personagens e decidiram tratar a homossexualidade de maneira delicada, fugindo do apelo sexual.

 

"Vamos fazer como se fosse o mocinho e a mocinha da novela. A base da relação dos dois é o afeto porque o sexual, a sacanagem, está na cabeça das pessoas". E para ajudar a acabar um pouco com esse preconceito, a ideia é mostrar como é o dia a dia de um casal homoafetivo", afirmou Marcello durante participação no programa "Encontro com Fátima Bernardes". "O telespectador vai poder desmistificar toda essa história", completou Thiago.

 

A atração também mostrou casais gays da vida real que têm filhos e constituíram família, um dos assuntos debatidos no folhetim de Walcyr Carrasco. Na trama Eron e Niko estão em busca de uma mãe para gerar um bebê.

 

"Eles estão lidando com esse conflito e com essa angústia. Até os casais heterossexuais sofrem preconceito quando decidem fazer uma fertilização in vitro, imagina o casal gay?", observou Thiago.

 

Antony explicou também que seu personagem relutou no início, não pelo fato de ser um homem mais reservado, mas pela escolha da barriga de aluguel que geraria o filho do casal. "A preocupação dele é o caráter da mulher que vai gerar esse filho. Vamos passar por muitas situações essa semana, algumas até muito engraçadas. Eles vão entrevistar várias mulheres e elas são interesseiras".

 

Questionados sobre o preconceito que a criança pode sofrer por ter pais gays, Anthony foi enfático: "Todo homossexual foi gerado por um casal heterossexual. Acho que isso responde à pergunta".

 

 

Comente esta matéria
Título: "Vamos fazer o mocinho e a mocinha", diz Anthony sobre gays
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.