Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Thiago Fragoso critica “Veja” por usar o termo “bichinhas”

12/06/2013:

 

 

Divulgação/TV Globo

O ator Thiago Fragoso, 31, que vive o homossexual Niko na novela "Amor à Vida", criticou a revista "Veja", que publicou em seu site uma matéria chamada "Amor à Vida: Na batalha das bichinhas, a má leva a melhor". "Me impressiona nos dias de hoje um veículo jornalístico ainda usar o termo 'bichinha', escreveu ele, nesta terça-feira (11), em seu perfil no Twitter.

 

"Só me falta agora ter que explicar a diferença entre um homossexual assumido e feliz e um que finge ter uma família tradicional", afirmou ele ainda, sobre a comparação entre seu personagem e o de Mateus Solano, que vive Félix. O personagem de Fragoso é um homossexual assumido, que vive feliz ao lado do marido, com quem quer formar uma família. Já Félix, além de vilão, vive um casamento de fachada com uma mulher.

 

 

O post de Fragoso recebeu o apoio de outros famosos, como do estilista Carlos Tufvesson. "Vamos elevar o nível de nossas discussões, respeitando sempre as diferenças. Isso é importante para termos um mundo melhor. #xôpreconceito", completou o ator.

 

 

 

Comente esta matéria
Título: Thiago Fragoso critica “Veja” por usar o termo “bichinhas”
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.