Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Pessoas são detidas após protesto contra casamento gay na final de Roland Garros

11/06/2013:

 

Das agências internacionais
Em Paris (França) 

 

Segurança agarra protestante que invadiu a final de Roland Garros com sinalizador

 

A final masculina de Rolang Garros entre Rafael Nadal e David Ferrer, neste domingo, foi interrompida por alguns instantes por manifestantes em Paris. Com sinalizadores e máscaras, membros de um grupo que se intitula 'Hommen' invadiram a quadra em uma manifestação contra a aprovação do casamento gay no país.

 

Segundo a polícia francesa, sete pessoas foram formalmente detidas na noite deste sábado após os protestos. Cinco outros foram liberados após inquérito.

 

Pela internet, o grupo  'Hommen' se disse responsável pelo protesto e disseram ser o 'símbolo da resistência ao casamento gay'.

 

Em maio deste ano, o presidente francês François Hollande sancionou  a lei que oficializa o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país. A decisão gerou uma série de grandes e, muitas vezes violentos, protestos na França.

 

Os seguranças de Roland Garros entraram em ação logo que dois homens sem camisa saltaram das arquibancadas e interromperam a partida, logo após o fim do sexto game do segundo set. Um dos manifestantes, usando uma máscara branca, levava um sinalizador aceso e correu em direção ao espanhol Rafael Nadal, mas acabou interrompido por um segurança.

 

Antes disso, quatro manifestantes foram retirados do estádio e outros seis expulsos de uma quadra próxima. Todos levavam cartazes com os dizeres "Demita-se Hollande", pedindo a saída do presidente.

 

"Esse tipo de situação é lamentável, mas foi muito bem controlada controlada pelo nossos seguranças. Peço desculpas aos dois jogadores. Na hora, você fica desesperado, mas fomos rapidamente tranquilizados", declarou Gilbert Ysern, diretor do torneio. "São todos vagabundos", completou, em referência aos manifestantes.

 

Esta não é a primeira vez em que uma final de Roland Garros é interrompida por invasão de quadra. Quatro anos atrás, na edição de 2009 do torneio, um fã interrompeu a partida em uma tentativa de colocar um chapéu em Roger Federer, durante a vitória do suíço sobre Robin Soderling.

 

UOL Esporte . AFP PHOTO / MARTIN BUREAU

 

Comente esta matéria
Título: Pessoas são detidas após protesto contra casamento gay na final de Roland Garros
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.