Terça-feira, 26 de Setembro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
AIG SEGUROS PROMOVE DEBATE SOBRE DIVERSIDADE DURANTE FESTIVAL GLOBAL DIVE IN
Juiz da cura “gay” sempre foi hostil a homossexuais e mulheres, dizem ex-alunos
'Psicólogo não tem varinha de condão', diz bispo católico sobre 'cura gay'
Multidão protesta em São Paulo contra a ‘cura gay’: “Não somos doentes!”
Brasil protesta contra decisão que abre porta à 'cura gay'

Calouro processa 'American idol' por ser 'instruído a parecer mais gay’

29/07/2010:

 

Ian Bernardo tomou microfone da mão de comediante na final de 2010.
Ele processa produção do programa em US$ 300 milhões.

Do G1, em São Paulo

 
O calouro do 'AMerican Idol Ian Bernardo.
 
O calouro do 'American idol' Ian Bernardo. (Foto:
Reprodução / American idol)

O calouro Ian Bernardo, eliminado durante as prévias de “American idol“ em 2006, está processando a produção do programa em US$ 300 milhões, informa o site de celebridades TMZ. Bernardo afirma que sofreu ameaças após interromper a final do “Idol” em maio deste ano, tomando o microfone do comediante Dave Cook e ofendendo o jurado Simon Cowell.

Cook estava fazendo uma homenagem cômica a Cowell, que deixou o reality show no final da temporada, e um grupo com os eliminados mais excêntricos da história de “American idol” subiu ao palco para participar da brincadeira. Entre eles estava Bernardo, que pegou o microfone do comediante e começou a atacar Cowell.

Bernardo afirma que foi instruído pelos produtores do programa a parecer “ultrajante” e “mais gay”, e que por isso resolveu pegar o microfone. Ele diz ter sido ameaçado por Cook e por produtores do programa após o incidente, e entrou com um processo em Nova York no valor de US$ 300 milhões, acusando a produção de “Idol” de danos emocionais e alegando perda de oportunidades de emprego futuras.

O calouro disse que a sua insatisfação com o programa vem desde 2006, quando foi rejeitado nas eliminatórias iniciais após também ser instruído pelos produtores para ser “ultrajante” e “gay”. “Os produtores (...) exploraram a minha sexualidade”, afirma Bernardo no processo.

 

 

Comente esta matéria
Título: Calouro processa 'American idol' por ser 'instruído a parecer mais gay’
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.