Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
Piso Em Manta Preto Pvc Emborrachado 3mm academia por apenas 31,00m
Número de homicídios contra homossexuais cresce em Alagoas
PSol elege primeiro gay a ocupar presidência de partido no DF
Sam Smith: "Sinto-me tanto mulher como homem"
AccorHotels ativa rúgbi com treino aberto de time LGBT

Casal gay casa dentro de prisão na Espanha

20/10/2009:

 

Estar preso e ser gay é um desafio em qualquer prisão do mundo. Para o mexicano René Geronimo, 25, e o espanhol Nicholas Casado, 30,o desafio foi ainda maior. Eles decidiram se casar dentro da prisão onde cumprem pena na cidade de Léon, na Espanha.



O primeiro casamento dentro de uma unidade prisional do país reuniu detentos e familiares dos noivos. Eles já cumprem pena no regime semi-aberto e por isso ganharam seis dias de licença para a lua de mel.

A história de amor do casal começou em 2008 na prisão de Mansilla. "Numa terça-feira saimos para levar o lixo e olhamos um para ooutro, e rimos sem parar ou desviar o olhar" conta René.

Em meio a criaças, partentes e ativistas os dois trocaram o sim e deram o beijo. Defensor dos direitos humanos e membro da Fundação Triângulo de Valladolid, José Luiz López, aplaudiu a união. "Acho ótimo que as crianças vejam este casamento e, desde pequenas,entendam que a homossexualidade é normal" disse.

da Redação do Toda Forma de Amor com informações do Público.es Online (foto: Público/reprodução)

 

 

Comente esta matéria
Título: Casal gay casa dentro de prisão na Espanha
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.