Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
Homem tortura até a morte filho da namorada por achar que ele era gay
Vereador muda o tom e pede desculpas à sociedade e até ao arcebispo
Mensagem na Faculdade de Direito da Ufba fala em ‘matar todos os gays’
Entidades reagem à fala de vereador e cobram ações em favor de comunidade LGBT
Ativista russo denuncia perseguição e tortura contra gays na Chechênia

Criador da Playboy foi um defensor dos gays

03/09/2009:

 

É o que mostra o documentário sobre a vida de Hugh Hefner
Os opostos se encontraram na história do criador da Playboy Hugh Hefner. É o que revela o documentário "Hugh Hefner: Playboy, Ativista e Rebelde".


Segundo o filme, o homem mais famoso do mundo por publicar imagens de mulheres nuas, teve uma pequena história de envolvimento comum a campanha em defesa dos direitos dos gays.

O ano era 1955 e Hefner tinha acabado de criar a revista Playboy. Foi também nessa época que ele publicou um livreto chamado "TheCrooked Man" de autoria de Charles Beaumont no qual a homossexualidade era comum e a heterossexualidade perseguida.

De tão polêmica a publicação, ele passou a receber cartas de pessoas condenando o livreto e respondeu a elas. "Se estava errado perseguir heterossexuais numa sociedade homossexual, o contrário também estava errado" disse Hefner.

Na biografia dele lançada em 2008 e intitulada "Mr. Playboy: Hugh Hefner e o Sonho Americano", o autor Stephen Wattas conta que Hefner teve uma experiência homossexual. Sobre o livro, ele disse que foi "o mais autoritário já escrito sobre mim."

da Redação do Toda Forma de Amor com informações do Advocate

 

Comente esta matéria
Título: Criador da Playboy foi um defensor dos gays
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.