Sexta-feira, 16 de Novembro de 2018
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

ABGLT protocola abaixo-assinado no CFP contra de Rozangela Justino

30/07/2009:

 

Amanhã (31/07) o Conselho Federal de Psicologia (CFP) julgará recurso feito pela psicóloga Rozangela Alves Justino referente à decisão de Censura Pública à mesma, tomada pelo Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro, conforme as disposições de seu código de ética, depois de representação feita pelo Grupo 28 de Junho (Nova Iguaçu-RJ), em 2003.  Na sessão do dia 31/07, o CFP poderá manter, abrandar ou revogar a decisão do Conselho Regional do Rio de Janeiro.

Justino é notória por afirmar publicamente que a homossexualidade é uma doença que pode ser tratada, e confirma que curou “centenas” de pacientes homossexuais em suas terapias nos últimos 21 anos.

Reportagem da Folha de São Paulo publicada em 14/07 atribui a seguinte afirmação a Justino: a homossexualidade “é uma doença. E uma doença que estão querendo implantar em toda sociedade. Há um grupo com finalidades políticas e econômicas que quer estabelecer a liberação sexual, inclusive o abuso sexual contra criança.” 

Vale relembrar que a Organização Mundial da Saúde retirou a homossexualidade da classificação internacional de doenças em 1990, e que essa decisão entrou em vigor em 1993. Ainda, o Conselho Federal de Medicina já havia tomado essa mesma decisão em 1985, em relação especificamente em relação ao Brasil.

Como psicóloga, Justino também vem contrariando a Resolução nº 01/99 do Conselho Federal de Psicologia, que estabelece que:

“... a homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio e nem perversão...

Art. 3º: Os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados.

Parágrafo único: Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades. 

 

Art. 4º: Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica...”

Nesta quinta-feira (30/07), a ABGLT protocolou abaixo-assinado (abaixo) no Conselho Federal de Psicologia, no qual 133 organizações de todo o Brasil pedem a manutenção da Censura Pública de Justino.

Para Toni Reis, presidente da ABGLT “a atuação de Justino fere a ética profissional e ela deve responder por isso junto ao órgão competente. Mais grave ainda, é sua afirmação que os homossexuais querem a liberdade de abusar sexualmente de crianças. Isso é infundado e só pode ser interpretado como incitação ao ódio.”   

A ABGLT já encaminhou representação (processo nº 022/07) ao Conselho Regional de Psicologia do Rio de Janeiro pedindo a cassação do registro profissional de Justino. A representação permanecerá pendente enquanto não for concluído o primeiro processo (de Censura Pública).  O abaixo-assinado entregue hoje também pede a cassação de Justino.

Informações adicionais:

Toni Reis: Presidente da ABGLT: presidencia@abglt.org.br

Léo Mendes: Secretário de Comunicação da ABGLT: liorcino@yahoo.com.br 62 8405 2405

 

Comente esta matéria
Título: ABGLT protocola abaixo-assinado no CFP contra de Rozangela Justino
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
31/07/2009 12:05: William Freitas - AC
Prezado Sr Toni Reis
Vc já se questionou sobre onde voce vai passar a sua eternidade?
Pense nisso.
 
01/08/2009 10:37: - AC
Médicos e terapeutas são usados e autorizados por Deus no exercício de seus dons e são os mensageiros de Deus na cura de todas as doenças, só ter fé. Continue Rozangela naquilo que Deus a empenhou a fazer.
 
01/08/2009 19:48: Mario - AC
Moramos no Brasil, isso significa que: - Temos direito de expressão, temos o direito de ser gay e também temos o direito de não ser mais gay, mas a realidade que nos mostra as reportagens é que o gay NÃO PODE, OU MELHOR NÃO TEM O DIREITO DE PROCURAR UM APOIO PSICOLÓGICO, gente o fato é que, se a pessoa vive insatisfeita com sua opção sexual ela tem TODO O DIREITO DE TER APOIO e porque não um psicólogo?????
 
02/08/2009 08:38: Fábio - RJ
O Brasil é um Estado Laico, isso significa baseado na LEI. Não na religião. Isso tem que ser respeitado. A Atitude dessa psicóloga envergonha a própria história da ciência psicológica. O CFP deve tomar uma atitude definitiva em relação a esse tipo de posturas.
 
03/08/2009 00:16: alexandre - AL
O Brasil é laico e democratico, onde vigora a liberade de expressão.
Essas determinaçoes do conselho se chocam com a democracia!
todo o cidadão tem o direito de dizer o que pensa sobre algo sem ser punido por isso!
Se ela considera o homosexualismo uma doença, tem o direito de se manifestar e isso não é nenhuma ofensa a ninguem!
O problema é que aparentemente estamos entrando em uma ditadura gay.

 
03/08/2009 13:12: Antônio Carlos - DF
A viadagem é uma doença porca, rídicula e insacíavel