Quarta-feira, 24 de Maio de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
Jornal russo denuncia novos assassinatos de gays na Chechênia
Ana Maria Braga revela chances de um relacionamento lésbico: “Por que não?”
Casal de homossexuais indonésio foi chicoteado em público
Líbano acolheu o primeiro Gay Pride árabe, apesar das ameaças
Dezenas de detidos em rusga a sauna "gay" na capital da Indonésia

ABGLT e 71 psicólogos e Psicólogas entram com ação contra Rozangela Justino

27/08/2007:

Psicóloga é alvo de representação com base em resolução do Conselho Federal de Psicologia e Código de Ética Profissional

No último dia 21 de agosto de 2007, a ABGLT – Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais entrou com uma representação( Protocolo n. 247/07)  contra a psicóloga Rozangela Alves Justino (CRP 05/4917) no Conselho Regional de Psicologia da 5ª. Região, jurisdição no Estado do Rio de Janeiro, tendo como base seu desrespeito, no entender da ABGLT, à Resolução CFP nº 01/99 e ao Código de Ética Profissional do Psicólogo. Subscrevendo a ação, há 71 profissionais de psicologia de diferentes Conselhos em todo o Brasil (relação anexa)

Dizendo-se perseguida pelo Conselho Federal de Psicologia e pelo Conselho Regional de Psicologia da 5ª. Região, Rozangela Alves Justino acusa essas instituições, o Governo Federal e a ONU de aderirem ao “movimento pró-homossexualismo”.

A psicóloga, adversária do movimento de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, tem se destacado no cenário nacional por apoiar e desenvolver programas de “reversão” e/ou “resgate” da homossexualidade à heterossexualidade.

De formação religiosa evangélica, Justino tem como meta de pacientes os homossexuais e esforça-se em estabelecer associações entre o “homossexualismo” e a prática de abuso sexual da criança e do adolescente, a pedofilia, como também a “transformação do certo em errado” nas áreas da política, economia, educação, saúde, em todos os segmentos sociais, recorrendo a argumentos que têm como pano de fundo elementos religiosos e bíblicos.

Nessas ocasiões, age na qualidade de “psicóloga cristã” e, no entender da ABGLT, em total oposição ao consenso científico sobre a questão da homossexualidade e às teorias e práticas clínicas atuais dentro da psicologia, embasadas por pesquisas sérias – sem falar na divulgação de informações errôneas a respeito de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais e que atentam contra o Estado laico, contra o direito à informação e contra a pluralidade e a diversidade que sempre caracterizaram a sociedade brasileira.

Também tem sido notória a atuação militante de Rozangela Justino contra o Projeto de Lei da Câmara nº 122/2006, que criminaliza a discriminação por gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero, atualmente em pauta para ser votado no Senado Federal, bem como qualquer lei que atenda aos direitos de homossexuais.

A representação movida pela ABGLT contra a psicóloga conta com 34 itens que justificam o pedido de cassação do registro profissional, devidamente documentados. É a primeira vez que uma entidade de defesa dos direitos de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais de abrangência nacional entra com uma ação do tipo, e com o apoio de dezenas de psicólogos de todo o País.

Não  divulgaremos  a representação   completa  respeitando  o  Art. 29 - O conteúdo do processo ético terá caráter sigiloso, sendo permitida vista dos autos apenas às partes e aos seus procuradores, fornecendo-se cópias das peças requeridas.

Sobre a ABGLT

A Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) foi criada em 31 de janeiro de 1995, com 31 grupos fundadores. Hoje, é uma rede nacional de 203 organizações, sendo 141 grupos de gays, lésbicas, travestis e transexuais e mais 62 organizações colaboradoras voltadas para os direitos humanos e Aids. É a maior rede GLBT na América Latina.

A missão da ABGLT é “promover a cidadania e defender os direitos de gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais, contribuindo para a construção de uma democracia sem quaisquer formas de discriminação, afirmando a livre orientação sexual e identidades de gênero”.

Informações Adicionais:

Toni  Reis  Presidente  da  ABGLT  041  9602  8906

Liorcino  Mendes  Secretário  de  Comunicação   62 8405 2405

Carlos Alexandre Neves Lima Advogado  OAB/RJ 58.60   celular  (21) 8824.0000.

 

 

 

Comente esta matéria
Título: ABGLT e 71 psicólogos e Psicólogas entram com ação contra Rozangela Justino
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
09/06/2009 22:07: Aguiar - SP
Eu acho que todos temos o direito de ser quem quisermos ser, eu tenho atração por homens porém gostaria de ter a opção de deixar de ter essa atração. Se isso é possível, então é meu direito e ninguém tem o direito de dizer o que eu devo ou não fazer. Eu tenho o direito de querer mudar e se isso é possível, ninguém deve ser contra. Se ela pode realmente ajudar pessoas como eu, que por livre e espontânea vontade quer mudar, por que vocês querem impedir?
 
19/07/2009 17:34: Eduardo Alencar - SP
É uma pena que em pleno séxulo XXI ainda temos que ficar aqui discutindo a homosexualidade...algumas religiões são tão preconceituosas quanto foram os nasistas...

Outra coisa que me desaponta é que 5 anos de graduação ainda não deixaram claro que ciência é uma coisa e religião é outra...a psicologia respeita acima de tudo as opções individuais de cada um...e não a modelagem de pessoas para um ideal de certo x errado.