Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Unicamp realiza parada gay nas ruas do campus

20/06/2007:

Eduardo Gregori / Agência Anhangüera

"A PUC está formando seu grupo de diversidade sexual e ano que vem vamos apoiar a parada deles"
Rodrigo Braga, membro do Fórum que organiza o Mês da Diversidade Sexual de Campinas

A comunidade de lésbicas, gays, travestis, transgêneros e bissexuais (LGTTB) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) se reuniu hoje nas ruas do campus para a segunda edição da Parada da Diversidade da Unicamp.

Aproximadamente 200 pessoas participaram do evento que teve como lema a luta contra homofobia, sexismo e preconceito racial. Alunos professores e funcionários marcharam pelo ciclo básico com faixas e ajuda de um carro de som. Alunos da Faculdades de
Campinas (Facamp) e da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) se uniram ao grupo.

Eduardo Beck

De acordo com Rodrigo Braga, membro do Fórum que organiza o Mês da Diversidade Sexual de Campinas, a adesão de outras universidades foi tão positiva que no ano que vem a PUC também terá uma parada. "A PUC está formando seu grupo de diversidade sexual e ano que vem vamos apoiar a parada deles", disse.

Para ele, é muito importante que as universidades mantenham aberto o diálogo e respeito pela diversidade sexual. Uma das citações foi a falta de travestis e transgêneros durante o evento.

"Não existe espaço para travestis e transgênros dentro das universidades. Ë preconceito e temos que mudar isso", disse Braga. Aos gritos de "Vem pra parada gay", os participantes atraíram a atenção de quem passava pelo local. "Eu acho valido.

Assim como existem pessoas de todas as orientações sexuais na sociedade, é importante que dentro da universidade elas também sejam visíveis", disse a estudante Ana Carolina, que aproveitava uma sombra das árvores do ciclo básico para estudar.

As mulheres heterossexuais também não ficaram de fora da marcha. Pregando a legalização do aborto elas defenderam a autonomia do próprio corpo. "A mulher tem o poder de decidir sobre o seu corpo e não a sociedade. Com a legalização queremos garantir que a mulher faça aborto com segurança e não em um lugar clandestino, correndo o risco de morrer", explicou Kátia Marins, membro do Fórum LGTTB.

"Não existe espaço para travestis e transgênros dentro das universidades"
Rodrigo Braga, membro do Fórum que organiza o Mês da Diversidade Sexual de Campinas
As atividades do Mês da Diversidade Sexual continuam amanhã com uma palestra sobre direitos sexuais e reprodutivos nas diversidades. O evento acontece às 19h na TABA - Espaço de Vivência e Convivência do Adolescente, na rua José Paulino, 1389, no Centro. No sábado as lésbicas realizam a III Manifestação Sáfica, com atividades culturais, a partir das 18h na Praça Bento Quirino. As festividades do Mês da Diversidade terminam no domingo, com a Parada do Orgulho LGTTB de Campinas, que percorre as principais ruas e avenidas da cidade.

 

Comente esta matéria
Título: Unicamp realiza parada gay nas ruas do campus
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.