Quinta-feira, 21 de Mar�o de 2019
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Em "Cidadão Brasileiro", nasce trama gay

28/06/2006:

da Folha Online

A novela "Cidadão Brasileiro" (Record, 20h30) começa nesta quarta-feira (28) a investir em uma trama homossexual.

Cibele Rossi/Divulgação
Atores Gustavo Haddad e Thiago Chagas (à dir.) integram elenco
Atores Gustavo Haddad e Thiago Chagas (à dir.) integram elenco
No capítulo desta quarta-feira, o ator Gustavo Haddad participa da novela da Record. Ele vai interpretar o papel de Agnaldo, um enfermeiro que sairá para pescar com o médico recém-formado Nilo (Thiago Chagas) e despertará desejos no rapaz.

Nilo fica admirado com o corpo escultural de Agnaldo, mas, se desanima ao saber que ele gosta de mulheres. Agnaldo fala para Nilo que tem interesse na prostituta Carmen (Adriana Londoño).

No capítulo do próximo dia 6 de julho, Nilo vai confessar para Julieta (Vanessa Goulart) que ele não pode se casar com ela porque tem atração por homens. Julieta fala que ela está disposta a ajudá-lo e curá-lo desse sofrimento.

Julieta diz que se eles se casarem ninguém vai desconfiar que Nilo pensa em homens. Julieta pede para Nilo deixá-la amá-lo. Nilo aceita se casar com Julieta.

 

Fonte: Folha On Line

Comente esta matéria
Título: Em "Cidadão Brasileiro", nasce trama gay
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.