Domingo, 22 de Outubro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
AccorHotels ativa rúgbi com treino aberto de time LGBT
Narcos: terceira temporada revela história de traficante gay
Roteiro gay por Paris
Finn e Poe vão se assumir gays em ‘Star Wars’? John Boyega responde!
Homossexualidade? "Asquerosa", diz ministro dos Direitos Humanos

Candidato do Peru reage após sua mãe desejar morte de gays

22/03/2006: da Folha Online
da Ansa

Após a polêmica declaração de Elena Tasso, 70, sobre seu desejo de fuzilar homossexuais como forma de "pôr fim à imoralidade", seu filho Ollanta Humala, candidato à Presidência do Peru, pediu a seus familiares que evitem novas declarações à imprensa "que podem ser deturpadas".

Tasso afirmou que, se estivesse no poder, fuzilaria homossexuais e estupradores "porque [essas pessoas] são uma aberração. (...) Com isso haveria menos imoralidades nas ruas", declarou em uma entrevista ao jornal "Expreso".

Ao jornal "La Primera", tasso afirmou que o seu filho Ollanta, comandante da reserva do Exército e candidato à Presidência pela União pelo Peru, alistou-se no Exército orientado pelo pai (Isaac Humala ), que julgava ser a vida militar o único caminho para se chegar ao poder

Há alguns dias, Isaac Humala disse ser favorável a oferecer anistia a chefes dos grupos guerrilheiros Sendero Luminoso e o Movimento Revolucionário Túpac Amaru (MRTA), Abimael Guzmán e Víctor Polay Campos, respectivamente.

Humala lidera as intenções de voto com 31,5%, seguido pela candidata conservadora Lourdes Flores, que tem 29,1%. Acusado de violação aos direitos humanos, Humala foi duramente criticado pela imprensa após as declarações de sua mãe.

Após ser repreendida por seu filho, Elena Tasso prometeu não dar mais declarações e aproveitou a oportunidade para negar a uma emissora de rádio local ser favorável ao fuzilamento de homossexuais e estupradores.

Ontem o presidente do Congresso, Marcial Ayaipoma, pediu aos candidatos presidenciais que ajam com prudência, para evitar posturas ditatoriais e autoritárias.

 

Fonte: Folha on line

Comente esta matéria
Título: Candidato do Peru reage após sua mãe desejar morte de gays
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.