Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Morte de homossexual continua em mistério

10/01/2006: Cerca de setenta e duas horas depois da morte de um homossexual no interior de um motel na região do aeroporto, no sábado (7), o caso continua envolto no mais absoluto mistério. É que a polícia ainda não tem pistas do que teria acontecido ao rapaz (R.C. I.), de 26 anos de idade, natural de Costa Rica (MS), residente na região central da cidade, e que foi encontrado morto, sem sinais de violência, na cama de um motel, ao lado do companheiro, que dormia profundamente.
O acompanhante do morto era um adolescente (M.H.C.L.), de 16 anos de idade, residente no Jardim Guanabara.
ENTENDA O CASO
Segundo informações colhidas junto ao boletim de ocorrências registrado pela Polícia Militar, os dois rapazes entraram no motel (localizado na BR-364), na noite de sexta-feira (6), por volta das 22h, ocupando o quarto de número 03, para comemorar o aniversário do homossexual. De madrugada, eles teriam pedido permissão para um funcionário para ligar o som do veículo que estavam usando, um VW Santana, de cor cinza. O funcionário teria dado a permissão. Por volta das 5h, eles pediram que fechasse a conta, que teria dado cerca de R$ 152,00.
Eles não efetuaram o pagamento e permaneceram com o som do veículo ligado até cerca de 11h do sábado, quando um ocupante do quarto vizinho teria reclamado de um cheiro forte de queimado vindo do quarto ao lado. O funcionário do motel foi até o quarto, chamou pelos ocupantes mas ninguém atendeu. Ele então usou uma chave mestra, abriu a porta da garagem e desligou o som do carro, que já estaria ligado há mais de 10 horas seguidas, segundo o BO.
Por volta das 14h, estranhando o silêncio e a falta de movimento no quarto, o funcionário subiu numa escada, olhou pela janela lateral, e viu os dois rapazes deitados na cama, chamou por eles, mas como não obteve resposta, resolveu entrar no quarto e fez a descoberta macabra; o menor de 16 anos dormia profundamente ao lado do companheiro morto. A polícia foi acionada, peritos da Criminalística e do Instituto Médico Legal (IML) estiveram no local realizando as primeiras investigações.
O corpo não apresentava nenhum tipo de ferimento, não havia sinais de luta no quarto, e os rapazes consumiram apenas seis latas de cerveja enquanto estiveram no motel. Ao ser acordado, o menor não sabia dizer o que teria acontecido com o companheiro.
A ocorrência foi registrada no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc), que designou o delegado Henrique de Freitas Meneguello para investigar o caso.
Ontem à tarde, a reportagem foi saber do delegado a respeito do andamento do caso, mas foi informada que durante os exames de necropsia realizados no IML foram colhidas amostras de urina do morto e encaminhadas para um laboratório especializado da capital do Estado, Cuiabá, para a realização de exames toxicológicos.
O delegado firmou que esses exames poderão revelar com precisão as prováveis causas da morte do rapaz. Ele confirmou que nenhuma possibilidade está sendo descartada; e tanto pode ter sido uma parada cardíaca, um mal-súbito, uma overdose, etc., e só os exames poderão mostrar, com certeza, a causa da morte do rapaz.
De acordo com o delegado, o resultado dos exames saem em 30 dias.
Fonte: Ailton Lima Da Reportagem

 

Fonte: Tribuna MT

Comente esta matéria
Título: Morte de homossexual continua em mistério
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.