Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Justiça garante direito de pensão do INSS a parceiro Gays

01/08/2005: O TRF (Tribunal Regional Federal) da 4ª Região (Rio Grande Sul, Santa Catarina e Paraná) garantiu, por unanimidade, que homossexuais têm o direito de pensão do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) em caso de morte do parceiro.

A decisão é válida para todo o Brasil e determina que o INSS dê aos casais que vivem em união estável homossexual tratamento idêntico ao que é dado aos casais heterossexuais, impondo exigências exatamente iguais para todos nos casos de concessão de benefícios previdenciários.

A 6ª Turma do TRF-4 confirmou a sentença que já havia sido proferida pela Justiça Federal de Porto Alegre, em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal.

O advogado Wladimir Novaes Martinez, especializado em direito previdenciário, afirma que hoje o INSS costuma reconhecer o direito de pensão ao homossexual desde que ele consiga comprovar a união estável com o parceiro morto.

Casais heterossexuais têm diversas maneiras de provar que dividiram a mesma residência nos últimos cinco anos, como correspondência, documentos com endereço como a declaração de Imposto de Renda, contas conjuntas, etc.

Já a maioria dos homossexuais enfrenta maior dificuldade para provar a união estável porque não têm filhos e não costumam possuir conta bancária conjunta nem fazer publicidade de seus relacionamentos para não enfrentarem preconceito.

"Para fins de benefício futuro do INSS, eu proporia a essas pessoas [os homossexuais] que procurassem cartórios ou ONGs que atuam na defesa de homossexuais e que botassem no papel, fizessem uma declaração de que vivem juntos. Isso seria facilmente revertido em caso de separação e já seria suficiente para provar ao INSS a existência da união estável", afirmou ele.

 

Fonte: Folha

Comente esta matéria
Título: Justiça garante direito de pensão do INSS a parceiro Gays
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.