Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Espanhol defende direito à adoção por gays

29/07/2005: CHRISTIAN PETERMANN
do GUIA DA FOLHA

O fato de a Espanha ser um dos países mais avançados em direitos igualitários para homossexuais pode explicar a existência de uma produção como "Filhote", do diretor e co-roteirista Miguel Albaladejo. O filme, premiado como o melhor europeu no Festival de Montréal do ano passado, equilibra de forma natural a vida de um gay sexualmente ativo e a formação de um pequeno núcleo familiar.

O dentista Pedro (José Luis García Pérez), um hedonista, aceita cuidar por algumas semanas de seu sobrinho de 11 anos, Bernardo (David Castillo), enquanto sua irmã viaja à Índia com o namorado. O casal acaba preso e condenado por anos, e se inicia uma batalha pela custódia do garoto entre o tio e a avó materna, dona Teresa (Empar Ferrer), que não concorda com a possibilidade de seu neto ser educado por um homossexual. Albaladejo não disfarça os costumes dos gays, ao mesmo tempo em que defende com habilidade o direito à adoção.

Repercute ainda com maior empatia a ótima química entre Pérez e Castillo, necessária para dar credibilidade à obra; essa abre em registro fortemente cômico e, fiel à origem latina, intensifica suas possibilidades dramáticas na medida em que avança. É uma premissa de bonitos valores.

 

Fonte: Folha on line

Comente esta matéria
Título: Espanhol defende direito à adoção por gays
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.