Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2019
Adicionar a Favoritos RSS Facebook Linkedin Twitter Wordpress
   
Selecione abaixo:



Anuncie AQUI
Celebridades GLBT
ClicRN
Estadão
Folha on Line
Istoé
Jornal da Paraíba
Paradas gays - News
Portal de Picos
Portal Terra
Saúde
Ultimas Notícias
Outras notícias
STF vota fim da proibição de doação de sangue por homossexuais
Jovem é agredido e ameaçado de morte, em festa, por ser homossexual
Dragon Ball Super: Elenco fala sobre possibilidade de Whis e Bills serem gays
Doação de sangue e o Supremo: saúde e igualdade
Frota perde ação, diz que juiz é do movimento gay e “julgou com a bunda”

Gabeira é

23/06/2005: Durante uma palestra do chefe de Polícia Civil, Álvaro Lins, no Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef-RJ), o diretor-executivo do instituto, Marcos Varejão, desqualificou a campanha do deputado federal Fernando Gabeira (PV-RJ) pela descriminação da maconha e o atacou:

"É bom lembrar que esse Gabeira é um seqüestrador, um usuário de maconha e, dizem as más línguas, não sou eu que estou dizendo, é um homossexual. O que ele diz não é para ser levado em consideração", afirmou.

O comentário provocou mal-estar na platéia e deixou constrangido o chefe de Polícia, que falava sobre segurança pública para cerca de 20 executivos. Lins limitou-se a baixar os olhos diante das afirmações de Varejão, após dar sua opinião contrária à descriminação da droga.

"Eu até já debati esse assunto com o deputado Fernando Gabeira. O traficante não vai deixar as armas, pegar a carteira de trabalho e se inserir no mercado de trabalho. E é um contra-senso o governo fazer tanta campanha contra o fumo e liberar a maconha e a cocaína", disse Lins. Nesse momento, Varejão pegou o microfone e fez o comentário criticando Gabeira.

O deputado não quis comentar as declarações de Varejão. "Prefiro não comentar. Certamente ele tem uma opinião conservadora ao meu respeito e eu não tenho nada a declarar", disse Gabeira.

Essa não foi a primeira vez que o deputado foi alvo de ataques. Em novembro de 2001, Josino Aragão, dono de rádios e de um colégio em Juiz de Fora (MG), referiu-se a Gabeira num programa de televisão como "bichona". "Esse Gabeira escreve no jornal a favor da maconha. Escreve porque é uma bichona que não tem filho para criar", disse a respeito do deputado, que tem duas filhas. Em 2000, foi sancionada lei no município que combate "discriminação por orientação sexual".

 

Fonte: Tribuna da Imprensa

Comente esta matéria
Título: Gabeira é
Seu nome:
Seu Estado:
Seu e-mail:
Comentário:
Segurança: Confirme o código:
OBS.: Nos reservamos o direito de deletar toda e qualquer mensagem contendo palavões, baixarias ou até mesmo termos homofóbicos. Favor respeitar as devidas fontes de cada matéria.
Comentários
Não há comentários.