Chegou o final do ano, que venha 2018!

0

Clovis Casemiro

Turismo LGBTQ mundial fecha com chave de ouro um ano tão difícil.

Um ano em que a cultura no Brasil sofreu muito preconceito, como o caso do Queermuseu e depois outras exposições e peças de teatro. E não somente no Brasil: com o Trump, muita coisa ficou mais difícil. Mas que deixou ótimos exemplos de que podemos melhorar, se quisermos, sempre. A confiança e o trabalho em associação tem este lado positivo de juntar esforços e pensamentos.

Sinceramente, estou muito contente como profissional do turismo, pois entendo que a nossa indústria não parou ou estagnou, nem está demonstrando fraqueza, muito pelo contrário, muitos estudos dizem que o turismo irá crescer nos próximos anos e, com isso, vamos todos ser beneficiados. E vamos ter que aprender com estes novos turistas e seus interesses.

Como em qualquer negócio, o turismo LGBTQ precisa ter seus parceiros que entendam e desfrutem das mesmas perspectivas. A comunidade LGBTQ mundial existe de fato, tem um enorme trabalho para manter sua visibilidade e acredito que o turismo pode ser esta plataforma para mostrar suas características. Pois, com o turismo, temos definidos “buyers” e “suppliers”.

E para encerrar o ano com a magia e a alegria que a Disney sempre nos traz, temos novidades: “Destinations Disney” são designados IGLTA Global Partner como Membro Corporativo. E o melhor é que isso não ficará somente na associação como membros – vejam o que diz Sra. Carmen G. Strong, gerente sênior de vendas para “Destinations Disney” e “Walt Disney World Resort”: “A Disney goza de uma longa história de apoio à comunidade LGBT. Nosso novo relacionamento com a IGLTA é gratificante porque reflete nossa paixão compartilhada de igualdade para todos em viagens e turismo”.

Poder fechar o ano com a Disney participando ativamente do Turismo LGBTQ diz muito a respeito de como o negócio é visto. Ver que os membros do Brasil na IGLTA já são a segunda maior comunidade no mundo me dá muito orgulho. Temos uma grande capacidade como receptivo e muito exportativo. Somos principais mercados em vários destinos, e isso leva junto o turista LGBT.

Para os agentes, operadores, hoteleiros, executivos de forma geral, ter contato com os diferentes tipos de clientes, gostos e necessidades fará toda a diferença. O cliente quer ter a atenção no momento e ser tratado por um profissional capacitado. Por isso a IGLTA oferece vários encontros para discutir e ouvir experientes profissionais, aqueles que vivem o dia a dia.

Se você não participou de nenhum evento nosso, programe-se. Saibam de alguns realizados: no Rio de Janeiro, em novembro, aconteceu o primeiro Campeonato Brasileiro de Futebol Gay, que levou oito times de diferentes cidades e que teve um resultado positivo em mídia e hospedagem. Em outubro tivemos uma linda apresentação na “Japan House”, em São Paulo, para mostrar o Japão e alguns países da Ásia como destinos LGBT e levamos o evento para o Rio de Janeiro. Estive em Belo Horizonte para participar do Fórum de Turismo LGBT de Minas Gerais, e o resultado foi a Belotur como membro da IGLTA, para levar esta linda cidade, seu carnaval e parada gay para o mundo. Reuniões com o consulado francês para discutirmos a participação do Brasil no “Gay Games 2018”, em Paris, com o maior número possível de atletas LGBT e a maior concentração até hoje. Afinal esta será a décima edição de um evento com cerca de 6.000 atletas e mais de 20.000 turistas. Outro destino importante com o qual tivemos encontro e, em breve, teremos novidades foi Portugal, que já tem uma história com os turistas LGBT ingleses, holandeses, alemães. E que, além de Lisboa, oferece destinos incríveis para viver a dois ou com grupo de amigos.

Para encerrar, quero deixar o meu MAIOR OBRIGADO por sua companhia e suas sugestões, contem comigo para dúvidas e novidades no turismo LGBT. E sempre consulte o site www.iglta.org para mais informações e atualizações diárias. Felizes festas e um excelente 2018!

Clovis.casemiro@iglta.org

 

 

Compartilhar.

Sobre o Autor

Comments are closed.